HISTÓRIA DAS CHAVES - CHAVEIRO 24 HORAS!

HISTÓRIA DAS CHAVES - CHAVEIRO 24 HORAS

É difícil imaginar quem não conheça um chaveiro 24 horas.

O que talvez você não imagina é que a chave e a fechadura, segundo alguns autores da antiguidade, foram inventados pelo arquiteto e escultor Theodorus de Samos, do século VI A.C., que também teria inventado outros artefatos de carpintaria, marcenaria e trabalhos em metal, entre eles o nível de água e bolha.

E que a chave mais antiga foi encontrada em Nínive, capital da antiga Assíria, no norte do atual Iraque e que também, chaves e fechaduras com tambores rotatórios, semelhante aos atuais, já foram encontrados no antigo Egito.

Mas quem tratou de espalhar pelo mundo a fora, chaves e fechaduras, foram os romanos do qual tinha seu tipo preferido que era muito simples e lembrava uma pequena tranca, aquela de duas argolas de ferro, cada uma presa numa folha de porta e entre cada uma delas passava um prego.

Daí, se originou a palavra chave de sua declinação clavem, de clavus, clavi (prego em latim), e que foi registrada pela primeira vez por escrito no século XIII de nossa era.

Para quem estuda ou já estudou música, conhece a clave musical, que não deixa de ser uma chave simbolicamente.
 

Continuando na história, no fim do século IX da era cristã, também na Europa apareceram as fechaduras e chaves inteiramente de metal e com as duas revoluções industriais, século XVIII e XIX, a indústria de chaves e fechaduras desenvolveu-se enormemente, começando a aparecer os modelos atualmente mais populares, como a chave Yale, a Tetra e outras.

Com o passar dos anos os novos produtos foram surgindo, principalmente os que dizem respeito à segurança, por exemplo, fechaduras protegidas por senhas, chaves de carro protegida por chips eletrônicos.

Hoje podemos presenciar as revoluções que as chaves e fechaduras estão tendo com os modelos de cartões e furos a magnética, a alfanumérica e os atuais modelos com reconhecimento da impressão digital, como estamos utilizando nos caixas eletrônicos, acompanhando a evolução dos computadores, eletrônica e digital.


CHAVEIRO 24 HORAS - Profissão

O chaveiro é uma profissão tão antiga que não se sabe ao certo quando surgiu, como podemos imaginar lendo o texto acima da história das chaves. Este profissional pode trabalhar em vários pontos das pequenas, médias e grandes cidades como uma rua de comércio bem movimentada, shoppings, supermercados e em diversos outros pontos.

O objetivo do chaveiro 24 horas é fazer cópias de chaves de casas e carros, de forma que esta cópia fique a mais idêntica possível da chave original, não se limitando apenas nisso, ou seja, o profissional deve se qualificar para estar apto para fazer a manutenção dos novos equipamentos que vão surgindo, principalmente os que dizem respeito à segurança, como fechaduras protegidas por senhas, chaves de carro protegida por chips eletrônicos.
 

Geralmente quem trabalha como chaveiro 24 horas, é um profissional detalhista e paciente que podemos chamar de uma espécie de salva-vidas que sempre está disposto a lhe ajudar qualquer hora do dia e em qualquer lugar. Achei interessante esta expressão “salva-vidas” num artigo que li da Fernanda Miranda “http://www.criaticidades.com.br/sampacriativa/chaveiros-os-salva-vidas-urbanos/”, da qual ela comparou com médicos, e deu como exemplo as histórias do chaveiro Paulo Sérgio Dezem que que tem sua própria loja com a família desde que era um menino de 14 anos e hoje, com mais de 40 anos de profissão contou que já salvou a vida de crianças, cachorros e idosos utilizando sua habilidade em chaves e fechaduras. Na entrevista que fez com Paulo obteve dele “Já teve gente que ligou aqui desesperada dizendo que tinha esquecido a chave no contato do carro, a trava foi acionada e uma criança ou um cachorro tinha ficado lá dentro” e “Já ajudei também uma senhora de 105 anos que, por causa de uma fechadura quebrada, tinha ficado trancada em um banheiro”.

 

Paulo ao lado de seu cofre escondido dentro de um vaso

Cofre escondido dentro de um vaso.  Criação do cofre secreto do chaveiro 24 horas Paulo Sérgio.

Na foto, o cofre está escondido dentro de uma poltrona.

Cofre escondido dentro de uma poltrona. Criação do cofre secreto do chaveiro 24 horas Paulo Sérgio.

Muitas vezes você pode pensar que chaveiro 24 horas só faz cópias de chaves, mas existem outros serviços que pode ser realizado pelo chaveiro profissional.

O chaveiro possui qualidades e competências valorizadas pelo mercado. Não só faz cópia e cópias de chaves, como abre cofres, troca segredos, lida com cadeados especiais e dispositivos eletrônicos embutidos, conserta fechaduras, troca segredos de fechaduras, cadeados, abre portas de carros cuja chave principal ficou trancada dentro do veículo, destrava travas de direção conjugadas, realiza leitura de senhas, faz serviços de afiação de alicates, tesouras e facas (cutelaria), fabrica todos os tipos e modelos de carimbos e muito mais.  

 

Modelo de Chaves Gorjas

Modelo de Chaves Tradicionais de Automóveis

Modelo de Chaves Tradicionais de Automóveis

Modelo de Chaves Codificadas de Automóveis

Modelo de Chaves Codificadas de Automóveis

Não é tão simples como muitos podem imaginar a profissão de chaveiro 24 horas que deixou de ser artesanal e passou a ser mais complexa e especializada, exigindo cursos dos profissionais, pois a cada dia aparece uma tecnologia nova que deve ser aprendida, principalmente após a vinda dos carros importados para o Brasil, a partir da década de 90, onde as chaves passaram a ser codificadas, ou seja, passaram de ser manual para digital.

Atualmente existem mais de dois mil modelos de chaves, sem considerar a linha automotiva que aumenta sobremaneira este número.

Hoje o chaveiro 24 horas, profissional, pode escolher trabalhar em diversos tipos de fechaduras, das tradicionais até as mais complexas.

Fechaduras tradicionais são feitas à mão, como a chave gorja, e as complexas são as fechaduras das chaves codificadas, dos cofres e as acionadas pelo reconhecimento da impressão digital, chamadas biométricas. Logicamente, trabalhando nas fechaduras mais complexas irão ganhar muito mais dinheiro do que trabalhar com fechaduras tradicionais, pois os preços que são vendidos a chave simples, por volta de R$7,00, a chave codificada pode custar até R$2.000,00 por ser complexa e isto diferencia o trabalho do verdadeiro profissional.

O Mercado de Trabalho do Chaveiro 24 Horas

O mercado de trabalho é muito amplo para quem exerce a função profissional de chaveiro, pois não só poderá atender os serviços básicos, como pode trabalhar em lugares como, principalmente quando é especialista em fazer afiações de ferramentas, metalúrgicas, movelaria, oficina mecânica dentre outras.

Podemos imaginar que nas grandes cidades essa profissão possa render de R$1.500,00 a R$6.000,00 já contando os seus gastos. Isto tudo dependendo dos tipos de serviços que irá oferecer, horário de trabalho, local, tamanho e renda das pessoas da cidade.

São inúmeras as oportunidades para o chaveiro profissional, e uma delas é a contada pela Fernanda Miranda “http://www.criaticidades.com.br/sampacriativa/chaveiros-os-salva-vidas-urbanos/”, que extraí do seu artigo:

“Mil e uma histórias de um chaveiro”

Juracy escreveu um livro sobre sua profissão (Foto: Na Lata / Folhapress)

“Juracy escreveu um livro sobre sua profissão (Foto: Na Lata / Folhapress)”

““Agitada e curiosa, ela ficou esperando no corredor do prédio. Não entendi nada. Prossegui na abertura da porta. Quando abri a fechadura, dei de cara com um homem e sua namorada. O marido dela estava com outra mulher. Só sei que as duas se pegaram dando tapas, pontapés e falando palavrões e agressões.”

Chaveiros têm tantas histórias, que algumas delas viraram até livro. O trecho acima é uma das muitas peripécias presenciadas pelo chaveiro de longa data Juracy Santos Novaes, de 56 anos. Há 3 meses, ele lançou seu livro “Histórias Inusitadas de um Chaveiro”, no qual reúne 118 contos que relatam situações pelas quais passou graças a seu ofício. ”Uma vez me chamaram para abrir uma porta, pois havia um homem que não respondia dentro de casa. Acabei socorrendo o cara, ele estava quase morto”, conta.

O livro demorou quase 10 anos para ficar pronto porque, como explicou Juracy, “em cada momento da profissão acontece uma história diferente”. Se precisar de um profissional para consertar fechaduras ou de uma divertida tarde de leitura, o serviço de Juracy está à venda em sua loja no Largo Santa Cecília, número 202. Lá também é possível comprar seu livro, que custa 25 reais.”

O que precisa para ser um chaveiro 24 horas e se profissionalizar?

Uma das profissões que é essencial e que continua encontrando demanda crescente, mesmo dentro de um cenário de crise econômica, é o chaveiro 24 horas que tem uma ocupação que não sofre tanto quando o país passa por momentos desfavoráveis, pois é um ofício primordial para todo ser humano. Quem não tem uma chave?

Escolher esta profissão é experimentar um retorno financeiro bastante positivo.

Quando pensamos na profissão de chaveiro, certamente nos vem à mente o ofício de fazer cópias e mais cópias de chaves. No entanto, esse trabalhador possui qualidades muito maiores e competências bastante valorizadas pelo mercado atualmente. Além das cópias, ele precisa saber abrir cofres, consertar trancas, abrir portas de carros cuja chave principal ficou trancada dentro do veículo, lidar com cadeados especiais e dispositivos com sistemas eletrônicos embutidos, destravar travas de direção conjugadas e muito mais.

O chaveiro é uma espécie de artesão profissional dos tempos modernos. Para o sucesso no ramo é indispensável estudo e muito foco, além, para aqueles que querem melhores lucros na profissão, diferenciar oferecendo serviços e produtos individualizados como chaves com temas, coloridas, chaveiros e carimbos que tem uma boa demanda atualmente.

Pensar na profissionalização é fundamental para aquele que deseja aprender a profissão de chaveiro. Devido a criação de equipamentos de segurança e mais demanda de chaves codificadas torna-se obrigação essencial se especializar, não só para fazer a diferença, mas sendo quase uma exigência. Não basta aprender com a prática do serviço, como se fazia antigamente, olhando os profissionais mais experiente e acumulando dicas, é necessário renovar os conhecimentos constantemente para se tornar um verdadeiro profissional.

Ano, após ano vemos a evolução dos automóveis, desde os populares aos mais luxuosos, que vão desde a mecânica até os itens opcionais e a segurança, onde estão inclusos as chaves, ignições e fechaduras, e este profissional deverá estar preparado para prestar serviços lidando com tecnologias recentes e atuar com novas ferramentas.

Como se preparar para ser um Chaveiro 24 Horas?

Para se preparar, existem cursos presenciais, além de diversos cursos que podem ser feitos através da internet. São cursos online que poderá ser estudado de qualquer lugar e em qualquer horário conveniente para quem deseja fazer o curso, economizando tempo com horas perdidas no trânsito e não tendo gastos de locomoção, estacionamento e outros mais. Obtendo, dessa forma, diploma que irá facilitar para uma vaga no mercado de trabalho se não quiser começar com seu negócio próprio.

Algumas empresas oferecem nessa área cursos profissionalizantes, que inclui desde técnicas de afiação de ferramentas até tendências na confecção de chaves.

É um mercado que sempre terá serviço. Tanto o ramo imobiliário e o automobilístico que fornecem clientes em potencial para os chaveiros 24 horas, crescem exponencialmente a todo ano. As pessoas necessitam fazer cópias de chaves, assim como a demanda por segurança nos grandes centros também gerou novos produtos como chaves codificadas para os automóveis (chaves que são equipadas com chips) e fechaduras com proteção de senhas, que irão exigir profissionais preparados que serão recompensados pela sua capacidade e diferencial de serviços.

Estes profissionais, geralmente por serem liberais, podem escolher os horários para trabalhar e o ganho que almejam ter, pagando seus impostos em dia e tendo os mesmos direitos de todos os trabalhadores registrados.

Podemos pensar que todo chaveiro é um consultor da segurança e do bem-estar das casas e dos automóveis, pois é para estes profissionais que as pessoas procuram quando necessitam fazer as cópias de suas chaves, ou tenham algum problema de segurança nos seus lares. Assim é preciso de quem irá contratá-los tenha total confiança e que não sejam ludibriados por pessoas má intencionadas.

Cadastramento - Chaveiro 24 Horas

Pensando nisso, o deputado estadual Fernando Capes (PSDB), elaborou o projeto de lei 448/2008 que está em tramitação na Assembleia Legislativa desde 2008, que pretende realizar o cadastramento dos prestadores de serviços de chaveiro. O presidente do Sindicato Nacional dos Chaveiros e Carimbeiros Profissionais, Antonio Alceu, explica: “É importante a lei sair para evitar problemas com algumas pessoas que dizem ser chaveiros. Mas não sabemos quando o projeto será votado, ele está em tramitação há muito tempo. A importância não é simplesmente cadastrar, mas evitar que aconteçam furtos. Para mim, só deveria tirar cópia de chave que possui identificação”. Esta lei se for aprovada irá valer somente para o estado de São Paulo.

E então, gostou deste artigo? Se desejar mais informações eu indico o site “http://chiptronic.com.br/blog/6-passos-para-ter-uma-oficina-de-sucesso” onde encontrará bastante dicas e cursos da área. Também, se desejar comentar, fique à vontade, estaremos gratos pela sua participação.